ENTRAR / CRIAR CONTA

Feed Dog Brasil - FESTIVAL INTERNACIONAL DE DOCUMENTÁRIOS DE MODA

< VOLTAR


De 21 a 27 de setembro de 2017 - São PauloCINEMATECA BRASILEIRA

** Inédito no Brasil, “The FirstMonday in May”, de Andrew Rossi, sobre o Baile do MET, abre o festival no dia 20/0

** A seleção inclui ainda “Model”, do diretor Frederick Wiseman, “ Mapplethorpe: Look At The Pictures”, sobre o aclamado fotógrafo Robert Mapplethorpe, o brasileiro “Deixa na Régua” e o italiano “Borsalino City”, sobre o chapéu que é ícone de estilo e do cinema

** Outro destaque é “Out of Fashion”, que, por meio da viagem da estilista RetAus da Estônia até Bangladesh, discute o desperdício da indústria da moda e seu impacto para o meio ambiente.

**O legado do estilista britânico é o foco de “O Testamento de Alexander McQueen”, longa que retrata não só a trajetória do trabalho inovador do estilista mas também sua vida pessoal e sua personalidade. ** exposição inédita da Agência Fotosite, sobre os grandes momentos da moda brasileira e internacional no Século 21

** dos mesmos produtores do In-Edit Brasil

*Entrada Gratuita

#modaécultura #riachuelo #feeddogbrasil

Assessorias de imprensa Riachuelo

Imprensa Riachuelo

Assessoria institucional - Erika

erika@indexassessoria.com.br

Assessoria de Moda - Priscilla Sobral

priscillasobral@indexassessoria.com.br


São Paulo receberá entre os dias 21 e 27 de setembro o FEED DOG BRASIL - Festival Internacional de Documentários de Moda, na Cinemateca Brasileira, com entrada gratuita. A abertura será no dia 20/09, numa sessão especial para convidados com a exibição do filme inédito “The FirstMonday in May”, dirigido por Andrew Rossi, sobre o prestigiado Baile de gala do MET 2015.

Com curadoria da documentarista e jornalista Flavia Guerra, a primeira edição contará com aproximadamente 12 títulos nacionais e internacionaissobre os mais diversos temas que envolvem o mundo da moda, do luxo ao comportamento, da sustentabilidade às relações de trabalho, sem esquecer peças que são ícones de estilo. Debates, oficinas e a exposição com fotos do acervo da agência Fotosite, sobre os grandes momentos da moda brasileira e internacional no Século 21, completam a programação.

Dos mesmos produtores do In-Edit Brasil, o festival FeedDog nasceu em 2015 em Barcelona, na Espanha, com o objetivo de fomentar documentários que retratam o fascinante mundo da moda, a riqueza e complexidade do universo fashion como arte e expressão cultural.

Esta será a primeira edição internacional do festival, que deve seguir os mesmos passos do In-Edit. No Brasil, a realização é da In Brasil Cultural e da Secretaria de Estado da Cultura, com recursos do Programa de Apoio à Cultura (ProAC) e patrocínio da Riachuelo.

Sessão de Abertura

Inédito no Brasil, “The FirstMonday in May” é a atração de abertura do FeedDog Brasil - Festival Internacional de Documentários de Moda. A sessão especial para convidados acontece no dia 20 de setembro, quarta-feira, às 20h, na Cinemateca Brasileira (Largo Sen. Raul Cardoso, 207 - Vila Clementino).

Dirigido por Andrew Rossi (de “Page One: Insidethe New York Times”), o longa desvenda um dos maiores eventos fashion do circuito internacional, o celebrado Baile de gala do MET, realizado anualmente pelo The MetropolitanMuseumofArt, em Nova York.

O cineasta acompanhou a preparação da edição de 2015 que foi idealizada e conduzida por Andrew Bolton, diretor do departamento de moda do museu (The Costume Institute), e Anna Wintour, editora-chefe da Vogue americana, que teve como tema “China: ThroughtheLooking Glass", destacando e discutindo a moda chinesa e sua influência para o universo fashion e para o cinema – a direção de arte do evento foi assinada pelo aclamado cineasta chinês Wong Kar-Wai.

O filme mostra detalhes de produção como questões orçamentárias, viagens à China, coletivas de imprensa, a escolha das peças para a exposição, que contou com o apoio do Departamento de Arte Asiática do Met, até a disposição dos convidados nas mesas para a noite da grande festa.

O badalado tapete vermelho contou com a presença de celebridades, estilistas, autoridades e importantes nomes da indústria da moda como Beyoncé, Lady Gaga, George Clooney, MileyCyrus, Madonna, Sarah Jessica Parker, Bradley Cooper, entre outros, com seus trajes de gala inspirados no tema da festa. A cantora Rihanna, que foi a grande estrela da noite com um exótico vestido feito à mão durante dois anos pela estilista chinesa GuoPei, se apresentou no evento.

Nomes como John Galliano, Jean Paul Gaultier e Karl Lagerfeld, relatam a importância do evento para o mundo da moda. O baile é muito mais que uma grande festa, é a oportunidade para se arrecadar verba para manter o acervo de moda e vestuário do museu, um dos mais importantes do mundo.
Nesta edição, o evento chegou a arrecadar 12,5 milhões de dólares.

Mostra Internacional

Confirmado na programação, o longa Mapplethorpe: Look At The Pictures, de FentonBailey e RandyBarbato, faz uma análise do trabalho do fotógrafo Robert Mapplethorpe.Evitando uma estrutura cronológica, o filme se debruça sobre os muitos processos de reinvenção do artista. Depoimentos intimistas de familiares, amigos, colaboradores e amantes, contam sua trajetória desde seu início em Nova York, passando por sua ascensão meteórica no mundo da arte, até sua morte.

Já Bangaologia – A Ciência do Estilo, do angolano CoréonDú, faz um colorido panorama da Bangaologia, suas origens, sua influência na moda e no estilo do mundo contemporâneo, que extrapola os limites de sua África natal e ganha adeptos na Europa, nos Estados Unidos e em outros continentes. Como diz um dos entrevistados do longa, “Um Bangão é sempre Bangão.” Mas o que é ser um Bangâo? O que é a energia, a essência e o ingrediente africano que inspiram tanto criadores de arte, de moda e estilo quanto músicos e apaixonados pela Banga? Além de buscar respostas, CoréonDú quebra conceitos pré-concebidos sobre a cultura e a moda africana e traz um olhar interessado e autêntico sobre a África atual e multifacetada.

Para o cineasta, que em sua obra sempre investigou a cultura angolana, o que atrai o olhar do mundo para Angola é a forma única e autêntica do angolano expressar seu estilo, sua banga. “É muito interessante que, quanto mais eu viajo e trabalho pelo mundo, mais eu vejo um crescimento do interesse pela arte, moda, arquitetura africanas, especificamente de Angola. Há poucos países africanos que falam português. E o fato de que as pessoas querem saber mais sobre isso foi isso que me levou a esta jornada de pesquisa, entrevistas com pessoas de Angola e de outros países”, declarou o diretor em sua participação no WWF – Festival de Cinema de Varsóvia 2016, onde o filme fez sua première mundial.

Além de cineasta, CoréonDú é músico, produtor cultural, designer, artista plástico, entre outras funções sempre ligadas ao mercado cultural e à moda. É colaborador das edições do concurso Elite Model Look em vários países africanos e fundou a agência Da Banda Model Management, com a qual já descobriu e revelou para o circuito fashion internacional diversos nomes, tais como as tops Alécia Morais, Maria Borges, Roberta Narciso.

Uma das mais proeminentes personalidades do mercado criativo africano atual, foi eleito o Homem do Ano do Angola Fashion Awards 2015. CorénDú também criou, em 2014, a grife WeDú e dirigiu o documentário I Love Kuduro, também em 2014. Bangaologia já integrou a programação de diversos festivais pelo mundo e recebeu a Menção Honrosa no IndieFestFilmAwards 2017 e foi indicado a Melhor Documentário do London Fashion Film Festival 2016.
Dirigido por Frederick Wiseman, um dos maiores documentaristas da História,“Model”acompanha o cotidiano de uma agência de modelos de elite do UpperEastSide de Manhattan. Lançado em 1980 e rodado em preto-e-branco, o filme revela os bastidores de uma das facetas mais sedutoras e complexas do mundo fashion.

A direção precisa do cineasta - que recebeu um Oscar Honorário em 2016 em reconhecimento à sua carreira e sua importância para o cinema - faz com que o espectador se sinta como uma das tantas modelos que passam pela agência, que passam por testes rigorosos, que têm de se encaixar nos padrões exigidos, que encara jornadas exaustivas de ensaios fotográficos, que lutam para ter um bom portfólio e encontrar seu espaço em uma profissão competitiva e muitas vezes solitária.

Já “Borsalino City”é uma declaração de amor a um grande ícone da moda: o chapéu Borsalino, que ganhou fama e se tornou acessório obrigatório graças ao cinema. Foi na Era de Ouro de Hollywood que astros como Humprey Bogart, que o usou no clássico Casablanca, tornaram o item, criado pelo italiano GiusppeBorsalino um objeto imortal, que faz parte do imaginário e do guarda-roupa de homens e mulheres em todo o mundo.
Além de contar a história da empresa que já foi uma das maiores da Itália, o documentário dirigido por Enrica Viola também investiga como o chapéu faz parte não só da história da moda, mas também do cinema. Para isso, a diretora aborda desde sua presença nos primeiros filmes realizados pelos irmãos Lumière no final do século 19 até a atualidade, sem esquecer dos filmes de gangster e de ícones como Alain Delon, Jean Paul Belmondo, Charlie Chaplin, o já citado Bogart e até Leonardo Di Caprio.
“Borsalino City” traz ainda momentos raros, como o em que o ator e diretor Robert Redford conta como conseguiu comprar o histórico Borsalino que Marcello Mastroianni usou em “La Dolce Vita”, clássico de Federico Fellini. Criado especialmente para que Mastroianni compusesse com ele o personagem Paparazzo no longa, o acessório hoje é usado por Redford, fã confesso dos chapéus criados por Giuseppe.

Mostra Nacional

Na seleção brasileira da programação, o filme“Deixa na Régua”acompanha o dia-a-dia das barbearias da Zona Norte do Rio de Janeiro para revelar como o novo jovem brasileiro se relaciona com a beleza, a moda, a vaidade e mantém suas relações de amizade.

O diretor Emílio Domingos retrata como passar o dia no salão é um momento importante da vida dos jovens das comunidades cariocas e dos barbeiros Belo (Vila da Penha), Ed ( Morro da Caixa d’Água) e Deivão (Piabetá, Magé), que comandam os trabalhos e criam os mais diversos cortes e desenhos artísticos.

A hora de passar horas na fila só para “deixar o cabelo na régua" é também a hora de se divertir, conversar sobre os mais diversos temas, pertencer à comunidade e, claro afirmar seu estilo, pois cada corte é único.

“Deixa na Régua” é o segundo longa da “Trilogia do Corpo” que Domingos está realizando e que começou com “A Batalha do Passinho (que retrata os concursos de funk no Rio, melhor filme na Mostra Novos Rumos do Festival do Rio de 2012)”. Formado em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), o cineasta dirige em breve o último filme da série: “Favela é Moda”, no qual retrata a agências de modelos dos morros e comunidades do Rio de Janeiro.

O documentário “Fora do Figurino - As Medidas do Jeitinho Brasileiro”, de Paulo Pélico, aborda a questão do levantamento antropométrico, estudo científico realizado periodicamente nos países desenvolvidos para manter atualizado um banco de dados sobre as medidas corpóreas da sua população, referências indispensáveis na indústria para fabricação de produtos.

Como tal estudo jamais foi realizado no Brasil, mesmo possuindo um dos maiores mercados internos do mundo, a indústria brasileira optou pela adoção de tabelas de medidas estrangeiras, que não são adequadas ao padrão nacional.

O resultado é um incômodo descompasso entre a população e o meio que a cerca, gerando enormes dificuldades no cotidiano das pessoas, consequências negativas na economia e até problemas de saúde pública. Além, é claro, de uma coleção de situações insólitas com certa comicidade involuntária

Distante do glamour das passarelas, o documentário “Idades da Moda”, de Marcelo Machado e Gilmar Moretti, resgata a lembrança e influências das roupas que usavam quando crianças.

Através de álbuns muitas vezes esquecidos, elas nos mostram de fotos preto e branco até as digitais, passeando por diversos suportes para nos falar de moda como um estilo de vida. Esse mergulho nos universos pessoais nos revela as diferentes visões de mundo como expressão da diversidade cultural brasileira.

São estilistas, estudantes, fotógrafos, professores, historiadores, costureiras e consumidores que propiciam novos entendimentos do universo da moda infantil, traçando um panorama das últimas cinco décadas. Idades da Moda é um documentário investigativo de caráter humano destinado aos interessados em moda e comportamento no Brasil contemporâneo.

Exposição - FeedDog Brasil

A curadoria das imagens que compõem a exposição ficou a cargo da jornalista e diretora criativa Jussara Romão, em parceria com a curadoria do Feed Dog. A escolha se dá com base no acervo de imagens clicadas pela Agência Fotosite ao longo de quase duas décadas em eventos e semanas de moda internacionais e brasileiras. Além disso, a exposição dialoga com a curadoria do FeedDog e com a visão de que a moda se comunica constantemente com as movimentações culturais, sociais, comportamentais e políticas do mundo.

Debates – A Moda em 360 graus

Atenta às transformações que a moda provocou e sofreu ao longo de sua história e, principalmente aos desafios que encontra no mundo contemporâneo, a programação do FeedDog também vai contar com um ciclo de debates que discutem as questões históricas e atuais do universo fashion, desde seus impactos culturais até ambientais, passando pelos comportamentais e de estilo.

A mesa “Cinema e Moda – Muito além do Figurino” debate a relação do universo da moda com a sétima arte. Mais que contar com figurinos criados por grandes estilistas, o cinema sempre teve uma relação dinâmica com a moda, seja incorporando as tendências e mudanças ocorridas na sociedade seja também influenciando a própria moda.

Já o debate “Sustentabilidade e Responsabilidade Social estão na Moda?” discute os rumos que a indústria e o mercado da moda tem traçado para criar produtos, meios e métodos de produção socialmente e ambientalmente responsáveis e sustentáveis. As relações de produção e de trabalho no universo da moda também serão debatidos. As iniciativas e criações que são fashion e também propõem mudanças ganham destaque e entram em pauta na discussão.

Por fim, a mesa “Todo Mundo É Fashion" vai debater as revoluções contemporâneas da moda, que passam desde a quebra de padrões de beleza, comportamento, gênero, estilo, até as novas tendências que celebram a diversidade e a moda de fato para todos.

Oficinas

O FeedDog promove também a oficina “Costura Desconstruída” ministrada pela designer artesanal e jornalista Luciana ParejaNorbiato, nos dias 22 e 23 de setembro, das 15h às 19h30. Já o workshop 'O Processo Criativo do Vestir', ministrado pela estilista Lena Santana, sobre a técnica de Moulage, acontece nos dias 22, 23 e 25 de setembro das 10h às 17h.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas através do site oficial do festival (www.feeddogbrasil.com.br). O número de vagas está sujeito à lotação.

Costura Desconstruída – com Luciana ParejaNorbiato
22 e 23 de setembro, das 15h às 19h30 – inscrição gratuita

Nessa oficina, Luciana ParejaNorbiato propõe uma nova maneira de criar e pensar o vestuário. Com um pé na sustentabilidade, parte-se de peças industrializadas para ressignificá-las pela costura manual. Ao desmontar e transformar as roupas em uma nova vestimenta, o aluno transforma também seu olhar sobre beleza, funcionalidade e conforto. O modelo industrial é substituído por um vestir autoral e expressivo. Vamos criar roupas com a nossa cara?

O Processo Criativo do Vestir', com a estilista Lena Santana
22, 23 e 24 de setembro (sexta,sábado e domingo), das 10h às 17h – Inscrição gratuita

Moulage é a técnica de criação do molde no próprio manequim, em que o desenho da roupa é construído no espaço tridimensional, para depois ser traduzido em um modelo-piloto. Por meio de exercícios práticos, o aluno vai aprender essa etapa do processo de confecção de vestuário e criar a base de uma peça, que será transposta em uma peça-piloto.

Na internet:

Mais informações podem ser acessadas no website do festival: www.feeddog.com.br e na fanpage oficial do evento - facebook.com/feeddogbrasil

#modaécultura #riachuelo #feeddogbrasil

Serviço:

FEED DOG BRASIL – FESTIVAL INTERNACIONAL DE DOCUMENTÁRIOS DE MODA

de 21 a 27 de setembro
Abertura: 20 de setembro – para convidados
Local: Cinemateca Brasileira
Largo Sen. Raul Cardoso, 207 - Vila Clementino
Entrada Gratuita

Atendimento à Imprensa:

ATTi Comunicação e Ideias
Valéria Blanco e Eliz Ferreira
(11) 3729-1456 / 99105-0441
valeria@atticomunicacao.com.br

Pricila Lagos – (11) 99167-1807
prilagos@gmail.com

Trailers:

The First Monday in May:
https://www.youtube.com/watch?time_continue=48&v=P0Ema3QGvFs

Mapplethorpe: Look atthe Pictures
https://www.youtube.com/watch?v=KrVYqB0geMo

Model:
https://vimeo.com/179363721

Borsalino City
https://www.youtube.com/watch?v=amicU5cDyQ4

Bangaologia
https://vimeo.com/184709220

Out of Fashion
https://youtu.be/bA-dAJ2gvKY

Deixa na Régua:
https://www.youtube.com/watch?v=ct20sT9wYhg

Fora do Figurino
https://youtu.be/a1gxH1gtEew

Idades da Moda
https://youtu.be/tDls5V_iack